Notícias

Geral

Modernização

Motoristas do DF já podem obter a CNH digital

por Comunicação Institucional do Serpro - Brasília — 16 de novembro de 2017
Documento já está disponível para os mais de 200 mil condutores locais que possuem habilitação impressa com QR Code
Lancamento CNH Portal.jpg

Foto:Agência Brasília

Para oferecer mais segurança e comodidade aos condutores brasilienses, o governo do Distrito Federal e o Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF), em parceria com o Denatran e o Serpro, lançaram a Carteira Nacional de Habilitação Digital para motoristas do DF, nesta quinta-feira, 16, em Brasília.

Entre as principais vantagens da CNH Digital estão a praticidade e a segurança, já que o documento eletrônico armazena dados em QR Code, dentro de um sistema criptografado de acesso às informações. "O código bidimensional é um item de segurança que já está presente, desde maio, nas novas carteiras de motorista impressas e, agora, no documento digital com um sistema bastante seguro. Para visualizar a CNH no aplicativo, é preciso ter uma senha pessoal de quatro dígitos e todos os dados do motorista são assinados digitalmente”, ressaltou Glória Guimarães, diretora-presidente do Serpro.

Para o governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg, a CNH Digital é uma grande conquista para a população brasiliense. “A capital federal tem que ser, sim, vanguarda de novas tecnologias que propiciem maior comodidade à população. A CNH Digital é mais um passo importante de modernização que garante portabilidade, segurança e praticidade a toda população de Brasília. Agradeço a parceria com o Serpro, essa importante empresa pública, que demonstra como a TI pode ser utilizada em benefício do cidadão”, destacou Rollemberg.

O Detran-DF é o segundo órgão de trânsito do país a adotar a CNH digital. O primeiro foi o de Goiás. Atualmente, mais de 200 mil condutores de veículos do DF, que já possuem a CNH em papel com QR Code no verso, podem solicitar suas carteiras digitais. Para o diretor-geral do Detran-DF, Silvain Fonseca, o documento vai facilitar o dia a dia da população do DF, que acaba de ganhar uma forma inovadora, prática e segura de se identificar em qualquer ponto do país utilizando o celular. Segundo o diretor, inicialmente a carteira digital não terá custos para os motoristas.

O DF possui mais de 1,5 milhão de condutores de veículos que, até 2022, poderão estar com suas carteiras digitais, uma vez que a CNH tem validade de cinco anos. Neste ano, até o mês de outubro, já foram emitidos quase 330 mil documentos no DF, uma média de 33 mil por mês e, no Brasil, um total de 14,6 milhões.

É uma satisfação para o Serpro poder participar deste momento. Como empresa de desenvolvimento de soluções tecnológicas, temos como principal missão aproximar o governo do cidadão. Nesse contexto, temos hoje mais um marco, que demonstra o alinhamento do governo federal com Estados e municípios para oferecer, cada vez mais, melhores serviços ao cidadão”, afirmou o diretor de Relacionamento com Clientes, André de Cesero.

Alagoas deverá ser o terceiro estado a implantar o documento eletrônico.

Procedimento

O aplicativo da CNH digital já está disponível gratuitamente para download na Google Play e App Store. Para ter a carteira eletrônica, o motorista deverá obrigatoriamente possuir uma habilitação impressa com QR Code, além de estar com os dados devidamente atualizados no sistema do Detran-DF, principalmente, o e-mail e o telefone celular com DDD, no qual será visualizada a CNH digital. Essa atualização poderá ser feita via 154 (Call Center do Detran) ou pelo site: detran.df.gov.br.

Os condutores que já possuem a CNH impressa com QR Code e certificado digital podem solicitar o novo documento diretamente no portal de serviços do Denatran. A carteira eletrônica substitui a impressa, uma vez que ambas possuem o mesmo valor jurídico. A apresentação da CNH, impressa ou digital, é obrigatória e a falta do documento acarreta multa de R$ 88,38, além de três pontos na CNH e a retenção do veículo.

Conforme determinação do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), o processo de implantação da CNH Digital nos Detrans do país deverá estar concluído até fevereiro do próximo ano. Desde o lançamento da CNH digital, no início de outubro, já foram feitos mais de 2 mil cadastros no portal do Denatran.

O diretor do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), Elmer Vicenzi, enfatiza a importância do aperfeiçoamento na segurança da CNH digital para minimizar a ocorrência de fraudes e proporcionar maior comodidade ao cidadão. “Qualquer cidadão e qualquer setor da sociedade poderá ter acesso à comprovação dos dados, seja em uma relação civil ou em uma relação empresarial, como as que envolvem bancos, cartórios e empresas de locadoras de veículos”, relatou Vicenzi.

Contato