Notícias

Geral

Melhores e Maiores

Serpro é líder de mercado na indústria digital

por Comunicação Institucional do Serpro - Brasília — 25 de agosto de 2017
Nova edição da revista "Exame: Melhores e Maiores" coloca a empresa no topo do mercado conquistado em vendas
Vendas-Mundo-Digital-destaque (cópia).jpg

O Serpro obteve a liderança de mercado na indústria digital em 2016. É o que confirma a edição 2017 da revista "Exame: Melhores e Maiores", que coloca a empresa com o índice de 6,3% do mercado conquistado nas vendas. A marca atingida foi a de R$ 2,18 bilhões de vendas líquidas no ano passado.

O estudo mostra que a fortalecida postura mercadológica posicionou o Serpro também na quinta colocação quando o assunto é aumento nas vendas líquidas no ano, já descontada a inflação, com um percentual de 4%. A empresa ainda ocupa o sexto lugar em riqueza criada por empregado, com um valor de US$ 57.700 gerados por funcionário.

Números positivos

A organização subiu três posições no total de vendas líquidas no mundo digital, saindo de 15º para 12º, em comparação com a edição anterior. Nenhuma estatal de TI brasileira vendeu tanto quanto o Serpro em 2016, que também superou empresas privadas como Oracle, Ericsson, Microsoft Mobile, Netshoes, Totvs, Positivo e SAP. Neste ranking do mundo digital, são consideradas companhias dos setores de eletroeletrônicos, varejo, serviços, atacado e da própria indústria digital, na qual está o Serpro.

12-Vendas-Mundo-Digital.jpg

O crescimento das vendas possibilitou que o Serpro subisse três posições na relação das estatais brasileiras que mais vendem, em todos os mercados, ficando na 31ª colocação. Os lugares à frente da empresa foram ocupados por companhias do ramo de energia, infraestrutura e transportes, como a Petrobras, a Sabesp e a Transpetro. De fora desses setores, apenas Correios e Casa da Moeda ficaram melhor posicionados que o Serpro.

Centro-oeste

Por conta das vendas expressivas, o Serpro também avançou no mercado de sua região. Com Sede em Brasília/DF, passou da 20ª para a 18ª posição no centro-oeste, sendo comparado a empresas de todos os setores, tais quais: serviços, energia, atacado, telecomunicações, produção agropecuária, infraestrutura, bens de consumo, transportes e diversas outras.

Contato