Notícias

notícias

Notícias

Retrospectiva

Tecnologia Serpro fica mais perto de empresas e cidadãos

Além de continuar a oferecer serviços de ponta para o governo federal, em 2017 a estatal ampliou a realização de negócios com estados, municípios e empresas privadas
por Comunicação Institucional do Serpro - Belo Horizonte — 29 de dezembro de 2017

Durante 2017, o Serpro mais uma vez desenvolveu produtos e serviços que mudaram a vida do cidadão, aprimoraram a gestão pública e contribuíram para a melhoria do ambiente de negócios do país.

O ano de 2017 começou com o lançamento do Programa Empreender Mais Simples, uma iniciativa do governo federal para reduzir a burocracia, dar mais agilidade aos processos de gestão e melhorar o ambiente de negócios para os micro e pequenos empresários do país. Para esse desafio, o Serpro foi escalado como desenvolvedor de todos os sistemas relativos ao programa.

Já na segurança pública, a empresa atuou na criação do Sistema de Informações do Departamento Penitenciário Nacional (Sisdepen). Lançada em fevereiro pelo Ministério da Justiça, a solução web tem o objetivo de garantir um mapeamento eficiente do sistema penitenciário brasileiro e centralizar as informações sobre a população carcerária e unidades prisionais. Além de facilitar a fiscalização das instituições prisionais, o sistema permite gerar relatórios analíticos sobre a população carcerária para fins de planejamento e análise das políticas públicas.

Mais próximo ao cidadão, o Serpro também foi responsável por soluções inovadoras como a CNH Digital e diversos outros aplicativos móveis para serviços governamentais. As exportações e importações ficaram mais rápidas com atualizações de processos no Portal Único de Comércio Exterior e os taxistas ganharam mais agilidade com o Sisen, que unificou bases de dados de órgãos públicos e automatizou o processo de solicitação de isenção fiscal na compra de carros para uso como táxi.

Trabalhando para modernizar o país

Um grande destaque de 2017 foi o segmento de trânsito, com a consolidação de duas soluções tecnológicas: o Sistema de Notificação Eletrônica (SNE), que visa racionalizar e facilitar a comunicação de infrações de trânsito entre órgãos autuadores e destes com os motoristas; e o Radar, que provê uma solução centralizada, integrada e informatizada para a gestão dos processos administrativos decorrentes de infrações de trânsito. Estas inovações foram as responsáveis pela conquista de um mercado muito importante composto por estados e municípios.

"Passamos a atuar de maneira assertiva para conquistar esses clientes. E os resultados se acumularam ao longo do ano. Prospectamos 615 órgãos estaduais e municipais. São 22 novos clientes: nove estados novos que assinaram o Sistema de Notificação Eletrônicas (SNE) e sete prefeituras contrataram o Radar", informa Anderson Roberto Germano, gerente dedicado a esse segmento do mercado.

Esses números só foram alcançados porque, de acordo com Anderson Germano, a empresa fez um esforço para entender melhor o segmento. "Participamos de eventos, fechamos parceria com a Confederação Nacional dos Municípios e estamos chegando perto de cada uma das cidades. Localmente, cada equipe está realizando plano de vendas e abordando órgãos via confederações e associações", detalha.

Para o gerente, a adoção do SNE pelos 27 Estados da Federação será um bom negócio para todos os envolvidos. "Estamos falando de soluções inovadoras que trazem economia e racionalização de processos para os órgãos e também para os cidadãos , com o desconto de 40% nas multas, ao efetuar o pagamento por meio sistemas disponibilizados pela empresa. Todos ganham", completa o gerente de Negócio para Governo Estadual e Municipal.

Do público para o privado

O ano de 2017 também será lembrado como um período de amadurecimento da oferta de serviços para a iniciativa privada. Nesse ano, a empresa lançou o API Serpro, um conjunto de APIs para que empresas possam ter acesso, de forma estruturada, a dados governamentais. Atualmente estão disponíveis para contratação as APIs relativas aos cadastros de pessoa física (CPF), jurídica (CNPJ), da Nota Fiscal Eletrônica (NFe), além do Datavalid, uma solução para confirmar informações de cadastro, identidade e biometria de imagem dos clientes, potenciais clientes e empresas.

Nos últimos doze meses, cerca de 60 contratos foram fechados. Bancos como Original e Votorantin. Birôs de informação de crédito, como Serasa, Boa Vista SCPC e Transunion. Além do EBANKX, empresa do ramo de processamento de pagamentos.

"Trata-se de um setor que descobrimos que tem muita carência da informação que podemos oferecer. Sem contar o fato de que nossos produtos incrementam a segurança aos processos de negócio destas instituições, principalmente na validação e identificação de pessoas e empresas", explica Tiago Fetter. Em breve, acrescenta o gerente, o Serpro vai oferecer soluções de analitics, técnica de análise de dados e de descoberta de informações consolidadas em cima de bases de dados.

Confira alguns dos sistemas que marcaram um produtivo ano para o Serpro

Confira alguns sistemas que marcaram o ano do Serpro

Contato