Notícias

Notícias

Edição 238 - Artigo

Transformação ágil no Serpro

por Iran Porto Júnior - Artigo — 19 de maio de 2017
Artigo aborda o desenvolvimento da metodologia ágil na empresa
imagem icone (cópia).jpg

Entrega frequente de soluções, equipes e clientes colaborando, simplificação do trabalho e respostas rápidas a mudanças. Esses são princípios das abordagens ágeis que ajudam o Serpro a reduzir o tempo de entrega de soluções digitais, com foco em valor agregado para seus clientes. E, não por acaso, o tema Agilidade se reafirma como estratégico para a empresa.

Ser ágil para o Serpro, muito mais do aplicar técnicas específicas, é adotar uma filosofia baseada em transparência, simplicidade, comunicação, feedback, e capacidade de adaptação. Por isso, a empresa promove iniciativas que convergem para um objetivo maior de mudança de cultura.

Mudar a cultura organizacional e a forma de trabalhar é uma das resoluções corporativas mais desafiadoras porque exige muito esforço, e não acontece da noite para o dia.

Algumas vezes, talvez pela ansiedade de ver mudanças mais radicais, nos perguntamos:

  • Estamos nos movimentando na direção correta?
  • Aquele curso foi uma ação isolada ou influenciou o dia a dia? Aquela melhoria no processo será usada na prática?
  • A mudança está mesmo acontecendo?

Nem sempre evoluímos na velocidade que queremos. Mudanças de cultura são assim. Ao olhar ao redor, porém, sentimos a mudança em curso no Serpro.

"Mudar a cultura organizacional e a forma de trabalhar é uma das resoluções corporativas mais desafiadoras porque exige muito esforço, e não acontece da noite para o dia".

Uma primeira evidência de que a mudança acontece é que, para projetos acima de 100 Pontos por Função, os que usam práticas ágeis são maioria. Práticas ágeis são usadas para soluções digitais da Administração Pública, como:

  • Sistema de Informações do Departamento Penitenciário Nacional (SisDepen) e Sistema Nacional de Informações de Segurança Pública, Prisionais e sobre Drogas (Sinesp), para o Ministério da Justiça;
  • e-Opjud, para controle de ações judiciais e de crédito tributário sub judice, e Sief-Par para criar parcelamentos parametrizados; ambos para a Receita Federal do Brasil (RFB);
  • Sistema de Acompanhamento de Haveres Financeiros Junto a Estados e Municípios (Sahem) e Sistema Integrado de Administração Financeira (Novo Siafi), para a Secretaria do Tesouro Nacional (STN);
  • Sistema de Gestão de Pessoas do Governo Federal (Sigepe), para o Ministério do Planejamento.

Outra evidência importante é a melhora na percepção dos clientes em relação aos prazos de entrega para desenvolvimento de aplicações, revelada na comparação da Pesquisa de Satisfação 2014 com a pesquisa 2016.[1]

Para demandas de pequeno porte, a mudança na forma de trabalho (via aplicação de técnicas de Kanban para desenvolvimento de software – operação continuada) trouxe redução de até 44% no tempo de entrega.
Vários depoimentos também evidenciam a mudança acontecendo:

“O desenvolvimento [do Sisdepen] foi bastante facilitado pela adoção de metodologia ágil, que prioriza a entrega de módulos definidos como essenciais pelo cliente”. [2]

“O Serpro fez uso intensivo da metodologia ágil... para construir o sistema [Sahem], e tal opção garantiu a entrega... com muito mais assertividade e participação do cliente”. [3]

“Os métodos ágeis garantem mais eficiência e assertividade na entrega de produtos ao cliente”. [4] 

“Hoje já conseguimos entregar ambientes de desenvolvimento, de validação de testes, em prazos menores do que os do passado. E os clientes começam a perceber isso”. [5]

Corredores, divisórias e janelas estão repletos de post its e quadros kanban. E não são para “tirar foto”. São instrumentos vivos de comunicação, planejamento e execução. Palavras como “backlog”, Scrum, e “kanban” fazem parte do nosso vocabulário e tanto em áreas finalísticas (Negócio, Desenvolvimento e Infraestrutura), quanto em áreas meio: Jurídico, Universidade Serpro, Comunicação, Logística. Temos notado “focos” de mudança se espalhando cada vez mais.

Estas mudanças são consequência de iniciativas do Serpro, relacionadas a Agilidade: cursos e eventos de capacitação, estabelecimento de uma rede de coaches, incorporação de novas tecnologias e melhorias em processos.

Todos os níveis organizacionais estão envolvidos com o tema Agilidade, inclusive a alta liderança. Superintendentes participaram de workshop para a alta liderança e aplicaram práticas para o planejamento estratégico 2017. Mais de mil pessoas foram capacitadas no Workshop Ágil e mais de 160 gerentes no Curso Gestão Ágil, com uma turma em cada Regional, ao menos. E@D, cursos presenciais, workshops, seminários e mentorias acontecem em todo Brasil.

Novas tecnologias e procedimentos mais enxutos aceleram a criação de ambientes de desenvolvimento (AmbDes) e se combinam em uma plataforma ágil de entrega de ambientes de TI (Estaleiro).

Assim, certamente, podemos responder àquelas perguntas com um sonoro: SIM! A mudança está mesmo acontecendo e estamos nos movimentando na direção correta em relação a Agilidade.

"Novas tecnologias e procedimentos mais enxutos aceleram a criação de ambientes de desenvolvimento (AmbDes) e se combinam em uma plataforma ágil de entrega de ambientes de TI (Estaleiro)".

Isso, no entanto, não significa que já chegamos lá. Ainda existem procedimentos burocráticos, processos verticalizados e pouco integrados e oportunidades de aprimorar práticas de engenharia. Os próximos passos, com iniciativas estratégicas, já em andamento, são:

  • Construir uma visão unificada para entrega ágil de soluções digitais, com foco em simplicidade e agilidade;
  • Ampliar o uso de abordagens ágeis (ex.: criar condições contratuais); e
  • Aproximar ainda mais as equipes de desenvolvimento dos clientes.

Todas estas iniciativas fazem parte do planejamento estratégico 2017 do Serpro e demostram o patrocínio da empresa para o tema. Mas, a abrangência da transformação ágil depende não só deste patrocínio, depende também do engajamento de cada um de nós e do evolvimento dos nossos clientes.

Se você trabalha no Serpro, dê uma volta pela sua regional e perceba a mudança acontecendo. Converse com pessoas de outras áreas, pergunte o que elas tem feito, o que tem funcionado, o que tem exigido mudanças. Procure os responsáveis pelas iniciativas estratégicas e contribua. Em sua equipe, proponha, questione, experimente e aja! Faça acontecer!

Referências

[1] Pesquisa de Satisfação de Clientes – 2016 . Superintendência de Estratégia, Desempenho Empresarial e Marketing (Suped). Dezembro/2016
[2] Depoimento divulgado na notícia “Sistema agiliza informações de penitenciárias” publicada pela Comunicação Empresarial do Serpro – 12 de maio de 2016
[3] Depoimento divulgado na Revista Tema na matéria “Sahem facilita controle de haveres financeiros”. Disponível em: https://intra.serpro.gov.br/tema/noticias-tema/sahem-facilita-controle-de-haveres-financeiros
[4] Depoimento do diretor de Operações Iran Porto no Agile Trends Gov (2016), publicada na matéria "Serpro dá exemplo de uso de metodologias ágeis”
[5] Depoimento do diretor de Operações Iran Porto na matéria tema “Novos Produtos para novos clientes”, Seção: “Filosofia Ágil agrega Desenvolvimento, Infraestrutura e Atendimento”

Imagem 1Iran Porto Júnior
Diretor de Operações do Serpro desde maio de 2016. Bacharel em Ciência da Computação pela Universidade Católica de Brasília, possui pós-graduação em projetos pela Fundação Getulio Vargas e certificação PMP pelo PMI.

Contato