Notícias

notícias

Notícia

Ciência de Dados

WeResearch é a vencedora do Hackathon Serpro Recife

Proposta ganhadora aposta em predizer se uma empresa terá sucesso ou não até dois anos após criação
Encerramento Hackathon Recife Participantes.jpg
by Comunicação Institucional do Serpro — 22 de september de 2019

O Hackathon do Serpro em Recife mobilizou mais de 200 pessoas entre maratonistas, palestrantes, mentores e pessoal de apoio. Desde o início da noite de sexta-feira, 19, até as 18h deste domingo, 22, as equipes se dedicaram à construção de uma solução que fosse relevante para a sociedade, a partir de determinados dados fornecidos pela empresa.

No total, 100 pessoas participaram ativamente da disputa, distribuídas em 20 equipes. O desafio lançado foi o de criar soluções digitais baseadas em ciência de dados que permitam às empresas tornarem seus processos de tomada de decisão mais assertivos e a suas gestões mais eficiente.

HACKSERPRO 2019 - DIA 03 - IMG_3622.jpg
Equipe Neuróticos levou R$ 12 mil pelo 1º lugar com a solução WeResearch

A primeira colocação ficou com a equipe Neuróticos, formada por Joyce Maria de Sá, Matheus Silva, Douglas Vasconcelos, Gabriel Bandeira e Eduardo Macedo. O grupo apresentou a solução WeResearch, uma aplicação que prevê se uma empresa vai ter sucesso ou não nos dois anos seguintes à sua fundação, e faturou 12 mil reais.

A segunda colocação ficou com a equipe Robô Cin_Data, composta por Mateus Machado, Lucas Santos, Deborah Moura, Walber Rodrigues e Heitor Medeiros. A solução apresentada foi SmartUp e garantiu o prêmio de 8 mil reais.

E a terceira colocada foi a equipe Carcará, formada por Cláudio Luís Monteiro, Milton Gama Neto, Roberta Fernandes, Rodrigo Saadia e Silvano Ramos. A solução criada foi a Prospect, uma plataforma assistida por machine learning que possibilita empresas no segmento b2b a encontrarem rapidamente novos clientes e fornecedores, ranqueando-os em determinadas regiões geográficas, natureza do negócio e contexto socioeconômico. O prêmio para a equipe foi de 6 mil reais.

Novos talentos reconhecidos

HACKSERPRO 2019 - DIA 03 - IMG_3597.jpg
Equipe Robô Cin_Data garantiu R$ 8 mil com o 2º lugar do SmartUp

Os trabalhos foram avaliados por uma banca formada pelos profissionais Eduardo Cardim (Serpro), Germano Crispin (Neurotech), Felipe Ferraz (CESAR School), Fernando Neto (UFPE) e Mailson Santos Filho (Fábrica de Negócio). Os avaliadores consideraram critérios como inovação, usabilidade, design e adequação ao tema. “Foi uma tarefa difícil ranquear as soluções porque todas apresentaram um alto nível de pitches, de funcionalidade, capazes de serem implementadas e gerar negócio e valor para a sociedade”, explica Cardim, gerente de marketing do Serpro. Segundo ele, agora a empresa vai se debruçar sobre essas soluções, entender os pitches e analisar o que pode ser desenvolvido dentro do seu escopo comercial.

Para o gerente de logística da Regional Recife, Tiago Bastos, o Hackathon aconteceu num momento estratégico para a sociedade brasileira, pois o país vivencia processos de transformação digital, de busca de eficiência e otimização de recursos. "Aproximar o Serpro diretamente da sociedade, da academia, dos profissionais e empreendedores, inserindo-se no ecossistema de desenvolvimento colaborativo, proporciona ganhos estratégicos de visibilidade para a nossa empresa”, afirmou.

HACKSERPRO 2019 - DIA 03 - IMG_3593.jpg
O Prospect deu à equipe Carcará R$ 6 mil pelo 3º lugar

O Hackathon teve como principal objetivo incentivar e buscar novos talentos empreendedores entre os participantes desta edição. Mentores formados por analistas do Serpro, Centro da Informática da Universidade Federal de Pernambuco (Cin-UFPE), Fab Lab e Ministério da Cidadania acompanharam as equipes ao longo das 36 horas de duração da maratona.

“Nosso papel é questionar as equipes sobre a viabilidade da solução que se pretende desenvolver. Por que, para que, qual o custo, qual o plano de negócios, são algumas das questões que colocamos para cada equipe desafiada, além das orientações técnicas”, explica a analista Thaise Dantas, uma das mentoras do evento. “Nosso papel foi bem equilibrado entre mentoria técnica e apoio na construção do plano de negócios, pois as equipes estavam bem preparadas tecnicamente”, completa o mentor e analista do Serpro, Leonardo Correa.

Confira os registros do Hackathon Serpro Recife em nossos perfis no: Facebook, Twitter e Instagram.

Equipe vencedora fala sobre a solução inovadora apresentada no evento

Contato