Notícias

notícias

Entrevista

Revolução Tecnológica

"Brasil digital reconquistará a confiança dos brasileiros"

Em entrevista exclusiva, o secretário de Governo Digital, Luis Felipe Monteiro, fala do processo de transformação digital dos serviços públicos
"Brasil digital reconquistará a confiança dos brasileiros"
por Comunicação do Serpro — 28 de julho de 2020

O secretário de Governo Digital do Ministério da Economia, Luis Felipe Monteiro, falou, com exclusividade ao Portal Serpro, sobre a Estratégia de Governo Digital 2020-2022, traçando o caminho para “um governo totalmente digital, em que os dados e a tecnologia sustentam políticas e serviços públicos de melhor qualidade, com o objetivo final de reconquistar a confiança dos brasileiros”. 

Luis Felipe destacou, também, o reconhecimento do Brasil pela ONU como segundo país das Américas em serviços de governo digital, só ficando atrás dos EUA. Além disso, enfatizou que o Brasil possui acordos de cooperação na área de transformação digital com países de referência e que busca replicar as melhores experiências mundiais na oferta de serviços públicos. Veja, a seguir, a entrevista completa.

Portal Serpro - O governo tem um projeto audacioso de tornar todos os serviços públicos em digitais até 2022 e o Gov.BR e Login Único fazem parte dessa estratégia de transformação digital. O que esse projeto já gerou de benefício para a população? E qual é o papel do Serpro nesta missão?

O processo de transformação digital dos serviços públicos está acelerado no Brasil. Desde janeiro de 2019, mais de 800 serviços, que antes eram oferecidos apenas presencialmente, passaram a ser acessados também online, sete dias por semana, 24 horas por dia, sem que os cidadãos precisem se deslocar até uma repartição pública.

“O portal gov.br, no qual o Serpro é um importante parceiro, é o símbolo dessa transformação digital e busca facilitar a relação da sociedade com o Estado.” 

Esses 800 serviços digitais representam uma economia anual de R$ 2 bilhões, sendo R$ 500 milhões para a administração pública e R$ 1,5 bilhão para a sociedade, que também poupa 150 milhões de horas que antes eram gastas no atendimento presencial. É o equivalente a um dia de trabalho de toda a população economicamente ativa da grande São Paulo. Tempo que deixa de ser desperdiçado com burocracia e passa a ser investido no que realmente importa para as pessoas, como mais dedicação à família, lazer, cuidados com a saúde, trabalho ou mesmo descanso.

O portal gov.br, no qual o Serpro é um importante parceiro, é o símbolo dessa transformação digital e busca facilitar a relação da sociedade com o Estado. Completando seu primeiro aniversário no dia 31 de julho, ele reúne todos os serviços e informações importantes do governo federal em um único lugar, eliminado o labirinto no qual o cidadão se via cada vez que precisava procurar um serviço ou informação do governo. Além disso, qualquer pessoa pode criar a sua conta de acesso a centenas de serviços e acompanhar seu andamento por meio do login único, sem precisar memorizar inúmeras senhas para acessar serviços de órgãos diferentes.

Portal Serpro - O Brasil acaba de ser classificado pela ONU como o segundo país das Américas em serviços de governo digital, só ficando atrás dos EUA. O que essa conquista significa para o país?

Além de sermos o 1º lugar na América do Sul e o 2º nas Américas, estamos entre os 20 países com melhor oferta de serviços públicos online do mundo, um grupo liderado por referências na transformação digital, como Coreia do Sul, Estônia e Dinamarca. Esse reconhecimento é prova de que a nossa estratégia centrada no cidadão, assim como a dedicação e o empenho de milhares de servidores e empregados públicos na entrega de serviços mais simples e acessíveis para milhões de brasileiros, estão no caminho certo.

A pesquisa organizada pela ONU nos coloca como uma das nações que estão progredindo rapidamente nesse processo e avaliou que o Brasil priorizou a transformação digital do governo e da economia, e que a Estratégia de Governo Digital do país está por trás da transformação do setor público.

Temos acordos de cooperação na área de transformação digital com países que lideram o ranking, como a Dinamarca, e mantemos contato constante com líderes desse processo na Estônia, Reino Unido, entre outros. Buscamos replicar as melhores experiências mundiais na oferta de serviços públicos, e também já temos boas histórias para contar, em serviços importantes como a Carteira Nacional de Habilitação e a Carteira de Trabalho, agora em formatos digitais. Até o fim de 2022, nossa meta é que todos os mais de 3,6 mil serviços públicos ofertados pelo governo federal estejam disponível também em formato digital.

Portal Serpro - Qual o maior desafio do governo para a transformação digital e como o Serpro pode ajudar nesta tarefa?

As pesquisas mostram que o Brasil tem uma das populações mais conectadas do mundo. O brasileiro acessa a internet frequentemente para fazer as transações de seu interesse, sejam nas redes sociais, em portais de compras, troca de mensagens ou movimentações bancárias, entre várias outras. O Estado não pode ignorar esses hábitos ao pensar seu relacionamento com cada cidadão.

"O Serpro é a Casa do Governo Digital. Temos consciência do quanto a empresa é capaz de produzir para ampliar a oferta de serviços de qualidade."

O principal desafio na transformação digital de governo é a mudança de mentalidade, é trazer o digital para a mesa de decisões, como solução boa para todos. Principalmente para milhões de cidadãos que passam a acessar, de qualquer lugar, na palma da mão, serviços que estavam inacessíveis ou demandavam grande esforço. Mas também para aqueles que ainda precisam ou querem ser atendidos nas agências públicas, porque suaviza a demanda por atendimento físico, reduzindo filas. Além disso, também é benéfico para os agentes públicos, que gastam menos pelo atendimento digital, têm um melhor monitoramento sobre a gestão e conseguem, mais facilmente, que os usuários avaliem e ajudem a melhorar constantemente os serviços. 

O Serpro é a Casa do Governo Digital. Temos consciência do quanto a empresa é capaz de produzir para ampliar a oferta de serviços de qualidade, que suavizem as dores dos brasileiros quando acessam o governo para cumprir seus deveres ou usufruírem de direitos, e a transformar de forma positiva a relação do cidadão com o Estado.

Contato