Notícias

Geral

Congresso

ConSerpro mantém a tradição de investir na inovação

por Comunicação Institucional do Serpro - Brasília — 22 de novembro de 2017
Há 13 anos, evento é um espaço de visibilidade aos talentos dos empregados do Serpro espalhados pelo Brasil.
Abertura ConSerpro 2017

A sede do Serpro é a anfitriã da 13ª edição do Congresso Serpro de Tecnologia e Gestão Aplicadas a Serviços Públicos (ConSerpro), evento interno de incentivo à inovação. A programação, em Brasília, abre espaço para o compartilhamento de projetos inovadores de empregados aplicáveis ao âmbito de atuação da empresa. Este ano, o evento dá destaque às temáticas “Soluções Digitais para Governo e Sociedade”; “Engenharia e Arquitetura de Sistemas e Serviços”; e “Infraestrutura Tecnológica de Sistemas e Serviços”. Dos 46 trabalhos inscritos e homologados nesta edição, nove foram selecionados para apresentação, três em cada um dos temas.

Na abertura do evento, nesta terça-feira, 22, o diretor de administração, Pádua Passos, citou que no mundo cada dia mais dinâmico, nos deparamos com um problema diferente a cada instante. "Isso exige que as pessoas sejam criativas e inovadoras para encontrar soluções aos inúmeros problemas que vão surgindo no dia a dia. Ser criativo é ter a habilidade de gerar ideias originais e úteis que ajudam a solucionar os problemas. É olhar para as mesmas coisas, mas ver e pensar algo diferente. No ConSerpro, temos a oportunidade de conhecer as iniciativas e ideias inovadoras dos empregados, buscando colocá-las em prática em benefício da empresa e da sociedade," ressaltou o diretor.

"O ConSerpro dá visibilidade e oportunidade para mostrarmos mais uma vez nossas competências internas, nosso potencial criativo e inovador na busca de serviços que contribuam não só para a gestão interna da empresa mas, também, para nossos clientes," falou a diretora-presidente do Serpro, Glória Guimarães, que lembrou que a realização do congresso está alinhada ao palestra_conserpro_22.11_GiulianaVinci.jpgPlanejamento Estratégico da empresa, no contexto do objetivo de alavancar a inovação para propiciar um conjunto de soluções digitais inovadoras até 2022.

Convidado a participar do ConSerpro 2017, o diplomata Gustavo Maultasch (foto ao lado), do Ministério das Relações Exteriores, fez a palestra “Transformação ou enrolação digital?”, trazendo uma reflexão sobre o mote dessa transformação. "O trabalho de TI é o de matar um leão por dia, face a velocidade do mundo digital. A transformação digital é reorientar o negócio, em termos de valor, à luz do novo cenário tecnológico. O papel da TI é trazer insumos para esse cenário, usando o repertório técnico para repensar e redesenhar o negócio, visando a entrega de valor. Temos que ter uma forma diferente de trabalhar, desburocratizar, focarmos em uma mudança gradual de cultura, com menos formalismo e mais colaboração," falou Maustasch.

Bons resultados

Desde 2004, ano da criação do congresso, dos 191 trabalhos premiados, 106 foram convertidos em resultados práticos e inovadores para o Serpro e seus clientes, o que impacta na melhoria dos serviços prestados aos cidadãos brasileiros. Esse resultado reflete a capacidade da empresa de produzir soluções que podem melhorar a qualidade de vida das pessoas.

Dentre alguns exemplos, o Porto sem Papel, uma das propostas mais inovadoras apresentadas no ConSerpro 2008. Esse sistema de informação reúne em um único meio de gestão as informações e a documentação necessárias para agilizar a análise e a liberação das mercadorias no âmbito dos portos brasileiros. A Secretaria de Portos já implantou o projeto nos 37 portos públicos do país, eliminando mais de 140 formulários em papel que foram convertidos para um único documento eletrônico.

Outro destaque é o projeto O-VPN, da edição 2010. Implementado na empresa em 2012, permite que empregados e clientes acessem de forma segura seus sistemas e redes internas a partir de qualquer ponto da internet. Assim, viabiliza o trabalho de empregados em deslocamento, em campo ou de teletrabalhadores. O O-VPN trouxe uma economia ao Serpro de mais de 700 mil reais com custos de licença, suporte, manutenção e equipamento. O Demonstra, ferramenta que permite a produção de demonstrações e tutoriais interativos, de maneira simples e rápida, em uma interface de edição intuitiva, é mais um produto apresentado no ConSerpro 2012, que foi colocado em uso pela empresa. Atualmente, está em fase da avaliação a venda do Demonstra para escolas de governo e órgãos públicos de todas as esferas do país.

O ConSerpro 2017 termina no dia 24 de novembro com a premiação dos trabalhos que serão apresentados durante o evento nos próximos dois dias.

Contato